wilba interativo.com br: Fases do Processo em Psicoterapia Centrada no Cliente

Fases do Processo em Psicoterapia Centrada no Cliente

FASES DO PROCESSO EM PSICOTRAPIA CENTRADA NA CLIENTE

1° Fase- O individuo encontra-se em estado de rigidez e até de repugnância e não virá seguramente de boa-vontade a terapia.

Característica:
a) recusa a comunicação pessoal
b) comunica-se apenas relatando assuntos sobre assuntos exteriores.

2 ° Fase- Depois da primeira fase em que o individuo e capaz de fazer de é totalmente aceito, l a experiência simbólica se torna mais fácil.

Características:
a) a expressão começa a ser mais fluente em relação a assuntos não pessoais.
b) o indivíduo começa a relatar coisas como se fossem a outros atribuídos.
Ex. acho que meu irmão não se sente seguro nas suas relações pessoais.
c) os sentimentos são exteriorizados, mais não reconhecidos como tais, e nem atribuídos ao próprio individuo.As construções pessoais são rígidas, não construídas como construções, mais concebidas como fatos.
Ex: ... Não posso realizar nada como deve ser.. “Nada posso realizar”
As contradições podem ser expressas, mas com pouco reconhecimento delas enquanto contradição. Ex. eu quero falar em publico mais fico esperando uma oportunidade.

OBS  mesmo os clientes que vem voluntariamente a terapia ( na segunda fase) o resultado e bastante limitado em relação as construções pessoais. Não se sabe exatamente como o individuo acaba por experimentar-se nesta fase.

3°Fase- Nesta fase após o individuo na 2° fase sente-se aceito como é, o individuo passa a descontrair-se e aí acontece uma melhor fluência das expressões simbólicas.

Características:
a) o individuo começa a deixar fluir melhor as expressões sobre si como um objeto. Ex eu me esforço muito mesmo para ser sincero.
(b) o individuo expressa algo relacionado a si, como de um objeto refletido, que existe primariamente nos outros.
Ex. eu sou capaz de me sentir teimoso como meu pai.
c) o paciente exprime e descreve os sentimentos e a opiniões pessoais que são anteriores.
Ex. o que sinto agora exatamente o que eu me lembro de ter sentido na infância. A expressão e descrita como passada, ou como algo afastada do eu. As construções são rígidas mais podem ser reconhecidas como construções e não como fatos exteriores.
 Ex. sempre tive medo de me comprometer com uma pessoa quando se tratava de afeição,pois isso para mim significa submissão.
d) a diferenciação dos sentimentos e das opiniões é mais nítida, menos global do que nas fases antecedentes. Ex.. Será de admirar o fato de ter sentido tão infeliz nessas condições.
e) há um reconhecimento das contradições da experiência. Ex... Eu sinto que posso realizar meu sonho, mais tenho medo de que posso fracassar.

OBS:A maioria das pessoas que procuram ajuda psicológica situam-se nesta fase e podem passar algum tempo descrevendo sentimentos que não sentem explorando-se como objeto.

4° Fase- Depois da 3° fase quando o paciente sente-se mais compreendido, aceito tal como é, então passa a 4° fase onde dar-se uma maior fluência dos sentimentos.

Característica:
a) o paciente descreve seus sentimentos mais intensos, porém da categoria dos não atuais. Ex. eu fiquei realmente muito magoado, foi um momento difícil para mim.
b) os sentimentos são descritos como objetos no presente. Ex não me conformo por não poder decidir o que eu quero fazer.
d) ha uma tendência para experimentar sentimentos no presente imediato mais que é acompanhado de desconfiança e de medo perante essa possibilidade. Ex não consigo sinto-me amarrado por qualquer coisa, deve ser eu mesmo, a culpa é minha e não e de ninguém.
e) o individuo toma consciência de sua responsabilidade perante os seus problemas pessoais, mais com hesitação embora sua relação com o terapeuta pareça ainda perigosa o paciente o aceita até certo grau de afetividade.OBS- Esta fase, bem como a seguinte corresponde a maior parte da psicoterapia.

5° Fase- Se o paciente sente-se aceito nas suas expressões comportamentais e experiências na 4° fase, isso ira favorecer maior abertura e uma renovada liberdade ao fluxo. As suas construções das experiências são decididamente maleáveis e constantemente postas à prova pelo confronto com pontos de referência e com evidência tanto exteriores com internas. A experiência é muito mais diferenciada e, portanto a comunicação interior já fluente pode ser mais exata:

Caracterisitcas:
a) os sentimentos são expressos livremente como se fossem experimentado no presente. Nesta fase os sentimentos em relação ao terapeuta e do paciente em sua relação com ele. Ex. eu esperava ser rejeitado... Tenho a impressão de sentir a mesma coisa com você...
b) ha cada vez mais o desejo de vivenciar o seu verdadeiro eu. Ex. eu reconheço que não sou tolerante com demonstro ser, tem coisas que não suporto...OBS - Em determinadas zonas da significação pessoal o processo pode descer abaixo do nível geral do paciente devido a experiência em profundo desacordo com o conceito do eu. (que faz de si)
6° FASE- Se o paciente continua a ser plenamente aceito na relação terapêutica, os aspectos característicos na quinta fase, tende a ser seguidas por uma fase muito distinta e frequentemente dramática.

Características:
a) um sentimento que antes estava bloqueado, inibido na sua evolução, é experimentado agora de modo imediato.
b) um sentimento corre para seu fim pleno.
c) um sentimento é diretamente experimentado com toda a sua riqueza num plano imediato.
d) este caráter imediato da experiência e o sentimento que constitui seu conteúdo são aceitos. Isto é algo real e não uma coisa para ser negada, temida ou combatida.
e) a experiência é vivida subjetivamente e não como objeto de um sentimento. O paciente pode dar a impressão de que experimenta um sentimento. Ex.com quem eu me preocupo... de quem eu me sinto tão próximo.
f) o eu como objeto tende a desaparecer. (o eu é subjetivamente num momento existencial, não é qualquer coisa que se percepcione)
Descontrações Fisiológicas - Alguns sinais são evidentes desse relaxamento, as lagrimas os suspiros e o relaxamento muscular.
g) a comunicação é livre e relativamente pouco bloqueada.
h) a incongruência entre a experiência e a consciência é vivamente experimentada n próprio momento em desapareceu no interior de uma congruência.i) a construção pessoal dissolve-se no momento dessa experiência e o paciente sente-se separado do seu interior quadro de referência.
j) a diferenciação da experiência é clara e fundamental.

Comentário - como cada um desses momentos é um ponto de referência, uma entidade especifica não se pode confundir com qualquer outra. Assim o processo de diferenciação nítida constrói sobre ele e em referência a ele.

7° FASE- Já não é tão necessário que o paciente se sinta plenamente aceito pelo terapeuta embora isso preste ainda uma ajuda, O paciente parece ceder muitas vezes ao sétimo estágio sem ter uma grande necessidade da ajuda terapeuta. Esta fase ocorre tanto no exterior da relação terapêutica como dentro dela e é muitas vezes relatada no decurso das sessões terapêuticas. São experimentado novos sentimentos com um caráter de uma imediatidade, e com uma riqueza de permanecer, tanto na relação terapêutica quanto fora dela. A experiência de tais sentimentos é utilizada como um ponto de referência. O paciente procura em absoluta consciência utilizar esses pontos de referência para saber de uma forma mais clara e mais diferenciada quem é o que deseja e quais são suas atitudes.

Referências a este Processo Terapêutico Continuam.
Será este o único processo através do qual a personalidade se modifica, talvez existam diferentes tipos de processos de modificações. Apenas Rogeres quis especificar o  que lhe  parece ser este o processo que desencadeia quando o individuo faz a experiência de ser plenamente aceito.
Referência
Carl Rogers. A pessoa como centro.
Voltar

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita ao blog Wilba interativo!
Se você chegou até aqui e leu a postagem, esteja à vontade para comentar, enfim aqui não existe moderação de comentários, para não limitar o leitor em expor suas ideias, pois afinal de contas cada pessoa deve assumir seus atos e a responsabilidade por seus comentários.Volte sempre!